As 50 profissões do futuro

Início/Notícias/As 50 profissões do futuro

Ilustração de Carlos Müller

 

 

Matéria publicada pelo Estadão nesta semana:

O estudo 50 Profissões do Futuro é resultado de um trabalho de pesquisa realizado ao longo de 2014 por diversas entidades: Inova Consulting, FIA, Michael Page, Sparks & Honey, Talenses e Exame. A ordem apresentada não contempla o grau de importância, mas apenas uma ordem de apresentação.

1. Gestor de ecorrelações: Sustentabilidade é a palavra de ordem para o profissional de ecorrelações, boa oportunidade de trabalho para quem reúne conhecimento técnico ambiental (engenharia ambiental), de legislação do tema (direito ambiental) e também é bom em comunicação.

2. Gestor de resíduos: A produção do lixo pela indústria, que ganha o foco da mídia e da opinião pública, alinhada às políticas de governança gera demanda por este tipo de profissional. Direcionamento correto para os resíduos e a transformação do lixo em fonte de renda são as atividades primordiais do profissional.

3. Engenheiro ambiental: A questão da preocupação com o impacto no meio ambiente, tanto no setor da construção civil, como no setor industrial faz com que sejam necessários profissionais com conhecimento na área ambiental. Sustentabilidade e meio ambiente são mandatários, não há dúvida que é tendência até por uma questão de racionalização de custos, que está dentro do tema sustentabilidade.

4. Engenheiro civil: Os investimentos na infraestrutura devem continuar, o que torna os engenheiros civis profissionais de destaque também nos próximos 10 ou 15 anos. A infraestrutura é o que torna o país mais competitivo, sem ela tudo acontece de maneira mais lenta. Por mais que já se invista hoje, a necessidade continua e traz oportunidades para engenheiros de grandes obras.

5. Engenheiro de petróleo e gás: A busca por técnicas mais eficientes de extração é um dos motivos que fazem com que engenheiros sejam cada vez mais necessários no setor de energia. A energia é um dos recursos mais importantes de um país e o Brasil tem se desenvolvido nesta área. Tem o pré—sal e já começam a surgir novas tecnologias para extrair gás de formações rochosas. A falta de engenheiros, aliás, faz com que muitos projetos continuem no papel.

6. Engenheiro hospitalar: Engenheiros com conhecimentos técnicos para lidar com equipamentos hospitalares de alta tecnologia têm tudo para se destacar em alguns anos. A preocupação de grandes hospitais em oferecer a melhor estrutura a médicos e pacientes tem puxado os investimentos em inovações tecnológicas e isso vai abrir mais oportunidades para quem se interessa pelo setor.

7. Bioinformacionista: Profissionais que mesclem informação genética e a elaboração de remédios são tendência no futuro. É um cientista que trabalha com informação genética fazendo a ponte entre técnicas clínicas e desenvolvimento de medicamentos. É uma profissão ligada à inovação e também à macrotendência de envelhecimento da população.

8. Técnico em telemedicina: A busca pela inovação e o aumento da expectativa de vida da população trarão destaque aos profissionais da telemedicina. É uma pessoa que é parte de uma equipe que oferece diagnóstico e tratamento para os habitantes de áreas mais remotas. Alternativa para carência de profissionais de saúde em áreas mais remotas do Brasil, a telemedicina permite que pessoas tenham acesso a diagnósticos sem estarem no mesmo local que a equipe médica.

9. Conselheiro de aposentadoria: Se a expectativa é que as pessoas vivam mais, esta é outra profissão deve se destacar a partir desta macrotendência. O conselheiro de aposentadoria é um profissional com habilidades de contabilidade, finanças e de gestão de carreira. É responsável por ajudar a planejar a aposentadoria, do ponto de vista financeiro, de plano de saúde e também faz o planejamento de uma segunda carreira já que as pessoas estão vivendo mais.

10. Gestor de qualidade de vida: Mapear riscos de problemas de saúde que colaboradores podem desenvolver e melhorar as condições do ambiente de trabalho – promovendo a busca pelo equilíbrio entre a vida pessoal e profissional – é função do gestor de qualidade de vida, uma das profissões do futuro. Já existe esta preocupação dos profissionais de recursos humanos com a qualidade de vida, mas no futuro haverá mais investimento nisso por parte das empresas. Inclui personal trainer baseado em dados: um instrutor de saúde que não só recomenda dietas, mas também analisa os dados de rotina pessoal e aptidão para que ter um melhor estilo de vida.

11. Coordenador para o desenvolvimento do conhecimento: A educação continuada é o foco deste profissional do futuro. É alguém que indica cursos, faz o aconselhamento na formação dos funcionários, tanto na parte formal quanto na parte complementar, sugerindo leituras e viagens também. As organizações já percebem a importância de seus colaboradores se aprimorarem e percebem que a educação continuada é o caminho. Design Thinking, Inovação e Ideation assumem força na forma de fazer diferente nas empresas.

12. Gestor de treinamento de varejo: A questão do treinamento de funcionários é uma das grandes tendências das redes de Varejo. O objetivo é padronizar o atendimento para que o consumidor entenda que a loja é a mesma seja onde ele estiver e que, portanto, vai encontrar o mesmo padrão de produto também. O profissional deve entender as características locais para decidir a respeito das adaptações necessárias. Neste caso, a experiência no setor conta mais pontos do que a formação acadêmica do profissional.

13. Gestor de operações e logística: Investimentos em rodovias, portos, aeroportos puxam a demanda por profissionais da área de logística. Hoje a logística assenta muito em um porto e uma rodovia, mas, com mais investimento em infraestrutura, a complexidade aumenta. Por isso, a tendência é que a área de operações e logística ganhe destaque e abram— se novas oportunidades no ramo.

14. Gestor de trendsinnovation: Assim como hoje existe um departamento financeiro, um jurídico e um de recursos humanos, para um futuro próximo há quem projete um departamento de tendências e inovação dentro de grande parte das organizações. A área de inovação já existe mas, via de regra, é vinculada ao departamento de marketing sob o guarda— chuva de processos, desenvolvimento e produtos. A figura do gestor de trendsinnovation ganha força. É um profissional com a responsabilidade de integrar o conhecimento do futuro pelas tendências e a inovação em diversas áreas da empresa. Com papel articulador, busca novas formas de fazer as coisas, promovendo redução de custos e tornando processos mais eficientes.

15. Gestor de marketing para e-commerce:Dificuldades de deslocamento em grandes cidades e o investimento em segurança nas transações comerciais pela internet turbinam o mercado de e—commerce. Com isso, surgem boas oportunidades na área de marketing deste setor. É uma profissão que não é novidade, mas vai crescer ainda mais. As empresas de varejo estão investindo em e—commerce e o número de compras está crescendo muito. Por isso, profissionais que contribuam para que a empresa garanta um melhor posicionamento no segmento de comércio eletrônico tendem a ser mais valorizados.

16. Gestor de comunidades digitais: Fazer a comunicação com consumidores em redes sociais, fóruns e blogs, verificar o posicionamento da marca, monitorar a concorrência, além de identificar as oportunidades de negócio, são funções do gestor de comunidade. Ele verifica também tendências de consumo que surgem na rede e evita que críticas tomem proporções maiores. O cargo já existe mas deve ganhar destaque nos próximos anos.

17. Especialista em cloud computing: A armazenagem de dados em nuvem é uma das áreas apontadas pelos especialistas que também devem trazer boas oportunidades para os profissionais de tecnologia da informação nos próximos anos. Há a questão da exigência global por agilidade. O mundo é móvel, as informações não precisam mais ser armazenadas no hardware, hoje é possível acessar qualquer tipo de informação de qualquer lugar.

18. Gestor de big data: Não é novidade que as empresas estão buscando formas de lidar com o volume de informações (big data) que hoje circula pela internet. Por isso, uma das profissões que devem ganhar destaque no Brasil nos próximos anos. O gestor de big data deve entender a questão técnica de armazenagem de dados e também identificar e analisar o conteúdo das informações, direcionando para diferentes departamentos da empresa. São poucas as empresas que tem uma pessoa assim trabalhando hoje. Geralmente estas funções são divididas entre três ou mais pessoas.

19. Advogado societário: Especialização em operações de fusões e aquisições é uma boa oportunidade para os advogados. Em 2012, foram 640 transações entre fusões e aquisições, um recorde para o Brasil. Em 2013 houve uma desaceleração, mas é pontual e deve voltar a crescer. Quem tem interesse na área deve estar em dia com termos técnicos em inglês.

20. Advogado tributário: Uma das posições mais divceis de se preencher tem sido a de advogado tributário. (O Brasil tem legislação e carga tributárias complexas, e as empresas, hoje, querem mitigar custos). E na hora de encontrar meios para conseguir ganhos através de um planejamento tributário, o profissional de direito tributário e formação contábil ganha viés estratégico. O destaque para os profissionais da área deve continuar nos próximos anos. O Brasil vai conviver com esta carga tributária complexa durante muitos anos ainda.

21. Gestor de posto de combustivel de hidrogénio:Profissional que faz a gestão de postos de combustivel, incorporando as novas formas de energia e combustiveis. Recomenda a otimização das máquinas através do equilíbrio entre petróleo e hidrogénio. A busca pelas energias alternativas e até mais sustentáveis com a evolução da investigação cientifica está abrindo espaço na área da energia.

22. Controlador de nuvens: Mapeia e antecipa as alterações atmosféricas decidindo em áreas como aviação ou agricultura a melhor estratégia para ajustar a realidade empresarial à do clima.

23. Reciclador de urânio: Através de técnicas sustentáveis converte o desperdício de urânio em energia possível de ser utilizada para cidades e infraestruturas.

24. Consultor de armaduras: Com a crescente demanda por proteção em várias profissões de risco (policia, bombeiro, mineiro, etc.) as proteções e as armaduras de suporte ganham peso no investimento das empresas e estados.

25. Engenheiro mecatrônico: Máquinas e conectividade ganham força na sociedade moderna – a internet das coisas é a mais forte aposta do futuro criando máquinas que falam entre si para melhorar a vida das pessoas. Os profissionais que vão conectar máquinas umas com as outras atuam com programação, cálculo e gestão de ferramentas complexas com atuação em tempo real.

26. Arquiteto digital: A evolução da tecnologia tem permitido que várias profissões redefinam suas formas de atuação. Virtualização, Tridimensionalidade e Tempo Real influenciam a forma como as infraestruturas vão ser projetadas. O estirador dá espaço à tela e ao touchscreen.

27. Consultor de design e segurança de avatares: A crescente exposição online de pessoas e empresas abre espaço à necessidade de construir uma presença mais segura, muitas vezes utilizando identidades virtuais (avatares) em vez de identidades conhecidas. A forma de o fazer necessita ajuda especifica de especialistas. Estes também recomendam e mantêm seu rol de aplicativos, hardwares e softwares para melhorar sua vida pessoal e profissional.

28. Mecânico de robôs pessoais: Robôs assumirão funções fundamentais na sociedade e na vida das pessoas – faxineira, segurança, motorista, baby-sitter,etc.  A sua manutenção e reparação abre uma nova área de negócio.

29. Engenheiro de exoesqueletos de propulsão: A propulsão associada à mobilidade reinventa os transportes, a medicina e as profissões de risco. A adoção de tecnologia vestivel com foco na propulsão vai requerer um grupo de profissionais especialistas nestas áreas.

30. Consultor de simplificação: Com a cada vez maior complexidade dos negócios, mercados e clientes, soluções de sucesso buscam uma maior simplificação, que será um dos ativos mais valorizados pelas empresas no redesenho de suas estruturas, processos e formas de pensar. Aqui o Design Thinking e o pensamento disruptivo estão já assumindo espaços importantes nas organizações.

31. Empreendedor local: O Think global Act local ganha cada vez mais força com empresários a focarem—se em projetos e empreendimentos ajustados à realidade local, deixando a visão global de lado.

32. Geomicrobiologista: As bactérias e os micro organismos possuem características que podem ajudar na investigação em áreas como medicina, alimentação ou saúde e bem–estar. Incorporar essas micro—características no dia—a—dia da indústria e da investigação será o papel do geomicrobiologista.

33. Terapeuta Experimental: Novas doenças surgem com o crescimento da conectividade e permanente presença online. Sejam do foro visual ou cerebral surgem novas doenças ainda desconhecidas, cujo tratamento requer novos métodos e novas terapêuticas.

34. Condutor de drones: A demanda por drones (aviões não tripulados) em áreas como varejo, correios, segurança, monitoramento, etc., pedirá guias experientes.

35. Conselheiro pessoal de compras alimentares: A busca por uma alimentação mais saudável num mundo mais exigente e com menos tempo será algo que os profissionais ativos mais vão valorizar. Ajustar a alimentação à exigência profissional e à estrutura do DNA da pessoa é o trabalho desta consultoria.

36. Empreendedor alimentar: Homaru Cantu representa a alimentação molecular e a inovação gastronômica que busca a criação de soluções para a fome no mundo e para a alimentação saudável. A busca por uma bactéria que uma vez ingerida resolve as necessidades de alimentação diária do corpo humano é o trabalho deste empreendedor, inspirando uma nova perspectiva sobre o tema.

37. Conselheiro de produtividade: As pessoas precisarão de ajuda para melhorar a sua produtividade, combinando saúde, bem—estar, gestão do tempo, exposição online e aconselhamento de carreira. A atuação será também cada vez mais online através de ferramentas virtuais e holográficas.

38. Desorganizador corporativo: As empresas pedirão um organograma mais colaborativo, e será preciso que alguém embaralhe e quebre as hierarquias corporativas através do Design Thinking e do Ideation.

39. Tutor de curiosidade: Um conselheiro que não só forneça inspiração e conteúdo para despertar a curiosidade, mas que ensine a arte da descoberta, contrariando os modelos atuais de ensino com base em pautas pré—definidas.

40. Especulador de moedas alternativas: As moedas virtuais estão ganhando força e isso é uma boa oportunidade para um especialista que se dedique a estudar esse mercado.

41. Jardineiro urbano: Especialista em plantas criadas em jardins de pequena escala ou em áreas urbanas incomuns serão cada vez mais necessários, como foco de um novo negócio, ou micro-negócio.

42. Profissional 3D: Um especialista em impressão 3D que fabrica tudo o que uma pessoa precisa – de roupa a alimentos, medicamentos ou peças de decoração, através da evolução que a tecnologia tem permitido.

43. Administrador de morte digital: Alguém que cria, administra ou elimina dados após a morte de alguém, ajustando e perenizando a sua presença no universo digital.

44. Arquivista pessoal: Na era da vida completamente documentada, haverá a necessidade de especialistas para organizar, catalogar e dar sentido aos conteúdos pessoais.

45. Especialista em desintoxicação digital: A internet estará em todos os lugares, e precisaremos de um profissional para nos ajudar a desintoxicar do mundo virtual e ter uma vida mais saudável.

46. Especialista em crowdfunding: Alguém que entenda como promover e obter fundos para um projeto através de financiamento público.

47. Consultor de novas habilidades: Esse profissional ajuda os clientes a desenvolver e adquirir novas habilidades para ocupar cargos inéditos nas empresas.

48. Cinegrafista de experiências: esse cinegrafista viverá experiências por outras pessoas e as gravará para os chamados “exploradores de sofá”.

49. Agente de memes: assim como um agente de celebridades, esse profissional representará personalidades que se tornaram memes na internet.

50. Storyteller: profissional especializado na construção de histórias que diferenciem empresas, produtos e serviços, mais pela dimensão emocional e do envolvimento e engajamento, do que pela dimensão técnica

  • FONTE: http://economia.estadao.com.br/blogs/radar-do-emprego/2016/08/15/conarh-2016-aborda-saude-mental-felicidade-e-profissoes-do-futuro/
By | 2017-03-14T13:07:14+00:00 agosto 17th, 2016|Notícias|Comentários desativados em As 50 profissões do futuro

About the Author: